Série Maníacos

O viciante mundo da TV

American Idol – 7×03: San Diego

Publicado por Eric Fernandes em janeiro 23, 2008

san-diego.jpg

Por Lucas Carvalho

E aí, galera? Mais um episódio de American Idol, desta vez em San Diego, Califórnia. Milhares de pessoas compareceram às auditions com um só objetivo: tornar-se o próximo ídolo de muito mais que apenas uma nação.

Este episódio, ao contrário dos exibidos na semana anterior, teve apenas uma hora de duração. Vários competidores se apertaram em cerca de 41 minutos (Porque os outros 19 foram consumidos pelos comerciais) de exibição, se esgoelando na frente das câmeras. Vamos, portanto, aos mais marcantes de hoje:

Spoilers Abaixo:

Tetiana Ostapowich: Apesar do nome um tanto quanto esquisito, eu tenho a impressão de que me apaixonei pela Tetiana. Tem charme, confiança e tranqüilidade. Tem uma voz que foge dos padrões “vamos-imitar-a-Whitney”, motivo que por si só já me mesmerizou. Ótima escolha musical, timbre encantador e voz bastante afinada! Essa tem de tudo pra chegar ao Top 24.

Perrie Cataldo: Histórias são a graça do American Idol. De que adianta eu ouvir o Perrie cantar sem saber que ele é pai solteiro? Só com a história, 100% de carisma. Voz bem interessante, bem controlada – não é tão fenomenal, mas quem sabe? Talvez ele chegue longe. Agora, cá entre nós, quando eu olhei para aquele menino pela primeira vez, eu tinha certeza de que fosse menina. A voz e o cabelo me confundiram direitinho.

Michael Johns: Gostei do Michael, especialmente por ele ser OZ (Para os que não sabem, “OZ” é como as pessoas se referem a australiano, em decorrência da pronúncia do inglês). Canta com bastante força, e com um bom controle – achei muito arriscado começar com aquela gritada, mas deu certo. Se ele tem futuro na competição, eu diria que depende das escolhas que fizer (Também é necessário lembrar que ele faz parte do grupo dos veteranos, com 28 anos e aproveitando a última chance).

Valerie Reyes: Sabe quando você sente aquela vergonha alheia de matar? Foi o caso com a Valerie e mais alguns desse episódio. Outra lição sobre American Idol: sempre seja o primor da humildade. Nunca despreze, deboche ou discrimine. Lembre-se que o público americano não é parecido com o Randy, que fica avaliando a afinação e o timbre do candidato. Também não é parecido com a Paula, que sempre tem um comentário bom pra fazer. Eles são, em sua maioria, parecidos com o Simon, por terem pontos de vista em muitas situações dissociados do aspecto técnico da apresentação. Então… Além, obviamente, de ter que implantar um afinador na garganta, a Valerie agora vai tomar uma colher de sopa do próprio remédio – ainda que ela fosse adiante, o público sem dúvida a eliminaria do programa.

Monique Gibson & Christopher Baker: Terríveis, ambos. Cantar Whitney Houston? Só com um coral atrás de você, todos te dando apoio – porque é MUITO desafio pra uma pessoa só. Se a pessoa chega dizendo que vai cantar Whitney, os jurados já ficam com um pé atrás (Lembram da reação dos jurados quando o Paul Potts disse que ia cantar ópera no Britain’s Got Talent?). Isso foi a Monique. O Christopher foi bem triste mesmo – quer dizer, o cara tem voz escondida em algum lugar lá, não dá pra dizer que ele não canta. Canta, sim. Mas escolheu as músicas erradas, não tem controle da voz, o timbre não é bem dosado (Por isso fica irritante demais) e a afinação… Bem, a afinação foi péssima. Uma das coisas que eu mais detesto é quando os competidores ficam querendo se salvar cantando outras músicas. É sempre desesperador – e aquele sentimento de vergonha alheia renasce.

Samantha Musa: Adorei o nome da moça, a voz é bonita e ela gosta do Simon – isso geralmente é ponto a favor. É afinada, simpática e, a não ser que faça alguma coisa terrível em Hollywood, é bem capaz de chegar ao Top 24. E é incrível como ela lembra a Katharine McPhee cantando. Além disso, eu tive a impressão de já ter visto essa moça antes. Só não lembro bem onde.

Blake Boshnack: Vinte e dois anos e muita garra. De verdade a voz não é muito boa, mas o cara deve merecer algum prêmio só pela persistência (Ou teimosia, tanto faz). Pena que ele não passou, seria interessante vê-lo ir adiante na competição.

Alberto Hurtado: “¬¬” Para bom entendedor, meia palavra basta – “péss”.

David Archuleta: 16 anos de idade, voz bem afinada, boas escolhas musicais (Fala sério. “Waiting For The World To Change” foi desenhado pra voz do David. E do John Mayer, claro). Apesar de eu ter quase certeza de que ele vai pro Top 12 (E não apenas 24), existem algumas considerações que precisam ser feitas. Em primeiro lugar, todos nós temos medo da aparição de um novo Sanjaya – meu medo é que o cara seja interessante e legal na audition, mas que nenhuma música acabe ficando tão boa na voz dele. Em segundo lugar, o American Idol é uma competição cansativa. Eu não sei o quão recuperado ele está do problema na voz, mas fico imaginando se o programa não vai acabar sendo estafante demais pras cordas vocais do David. A última consideração é a de que ele parece ser um cara simples, tranqüilo e gente boa – se ele se mantiver constante nessa temporada, nós podemos estar face a face com o vencedor, galera (Não se surpreendam – lembram da Jordin? Ótimo. E da Melinda, que ficou atrás da Jordin, vocês lembram?).

Carly Smithson: Fantástica me-esmo. Voz afinada, controlada e uma história bem interessante. Eu não sei se a vi na quinta temporada, mas ouvindo-a agora, é provável que ela siga até o Top 24, se não pisar na bola. O Simon disse que ela não foi tão boa quanto há dois anos atrás, mas eu ainda a acho bem cativante – pode ser uma nova Gina Glocksen, uma que saiba controlar a voz.

Algumas pessoas vêm me perguntando sobre quando a Sony pretende exibir a 7ª Temporada aqui no Brasil. Não tenho informações sobre a data da estréia por aqui – pode demorar mais umas duas semanas, talvez. Mas uma coisa que eu repudio na Sony são aqueles comerciais sempre fazendo piada com o American Idol, como se fosse um circo! É bem verdade que tem muita coisa esquisita, mas o pessoal se esquece dos verdadeiros artistas que passam por lá ( Bo Bice, Melinda e Anwar Robinson, para citar alguns).

E é isso aí, pessoal. Próxima parada, South Carolina! E a gente? A gente se vê amanhã. ;)

About these ads

7 Respostas para “American Idol – 7×03: San Diego”

  1. Fábio Galdino disse

    Entao, American Idol começa HOJE (23/01/2008) na Sony, 21 hrs!

    x)!

  2. [...] Série Maníacos: American Idol – 7×03: San Diego [...]

  3. Renan Swat disse

    Bom curti a Carly, e realmente ela pode ser uma nova Gina mas não acho que será, já esse sixteen eu num sei não, ele está com muito cara de Sanjaya pra mim.

    Enfim foi uma boa audição dos que passaram, mas nada que me surpreendesse tanto.

  4. Lucas Carvalho disse

    Opa! :D

    Uma pequena correção feita pelo autor: “Waiting ON the world to change”.

    É, eu também acho que o cara pode ser um potencial Sanjaya. É acompanhar o que acontece em seguida.

  5. Gostei muito do Michael Johns tb. David Archuleta tem talento, mas qnd ele fala me parece que a voz dele eh meio fraca…mas ele deve ir ate os top 12 mesmo!!

  6. Tiago Rodrigues disse

    Tetiana: Não gostei muito não. Um tanto sem graça.
    Perrie: Gostei. Deverá ser um daqueles que saem na formação do TOP 12 pelo público.
    Michael Johns: Interessante também. Me lembrou um pouquinho o Daurgtry, não lembrou?
    Samantha: Lembra a Katharine sim. Gostei dela..é bonita..canta bem. Vai para o Top 24, sem dúvida.
    David: É…Sanjaya novamente voltou a minha cabeça (isso já aconteceu nessa temporada). Canta até que bem, mas não sei…. me parece que o público vai gostar dele, ficará mais do que merece e o seu talento vai ficar “desgastado” para o programa devido a forte concorrência. Tô com a leve impressão que vou torçer contra esse cara o programa todo..hehehe
    Carly: Não me lembro dela na quinta temporada. Não me conquistou tanto como aconteceu com a maioria aqui.

  7. Julio disse

    Definitivamente 41 minutos de programa é muito pouco. 20 minutos para cada dia de audição é quase nada. Mas, pelo que vi, em San Diego estão, até agora, as mais brilhantes vozes dessa temporada.

    Bom, pra mim, os melhores são: Samantha, David(apesar de achar a voz falada dele muito estranha, abafada, mas o que interessa é a voz cantada, então…) e Carly(55% por sua história e 45% por sua voz).

    Ah… e a Sony não nos desapontou. Ela está exibindo apenas com uma semana de diferença. Mas isso pros mortais que aguentam esperar e ainda não descobriram o prazer do Torrent, hehehe.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: