Introduzindo It’s Always Sunny in Philadelphia

its-always-sunny-in-philadelphia-20060627040515473.jpg

It’s Always Sunny in Philadelphia é meu novo vício. Tirando a minha colega Fer Funchal, tenho certeza que ninguém aqui assiste. E nem tem a quem culpar. Suas duas primeiras temporadas foram exibidas ano passado no FX, um canal premium que poucas pessoas possuem e ainda teve pouca divulgação.

Entretanto, a história de como o seriado nasceu não é nada convencional.

Cansado de não conseguir trabalho em Hollywood, o ator Rob McElhenney (que na época trabalhava em um restaurante) escreveu o roteiro de um short film (e depois transformou num seriado, claro) na intenção de gravar apenas para diversão e mostrou para os amigos Charlie Day e Glenn Howerton, também atores. Assim que leram adoraram idéia do programa, porém o roteiro sofreu algumas alterações. “O roteiro que o Rob nos mostrou era uma porcaria. Eu e o Charlie reescrevemos e o tornamos engraçado. Era apenas um pedaço de papel com palavras.”, brincou o ator Glenn Howerton em entrevista ao TV Guide.

Feitas as devidas correções no roteiro o próximo passo eram as gravações. O orçamento do episódio era apenas de alguns dólares, o preço das fitas digitas que eles compraram na CBS “Quando não estávamos em cena, estávamos segurando a câmera. Tivemos muitos amigos envolvidos no projeto” revelou Rob McElhenney.

O trio além de serem os criadores, são produtores executivos, roteiristas e ainda atuam no seriado “Por esse motivo que nosso seriado é diferente. Nós fazemos parte de todo o processo. Nós escrevemos, atuamos e cuidados de todos os detalhes do show. Não é como nas outras comédias. Temos controle de absolutamente tudo” disse Charlie Day. Já Glenn Howerton concordou com o amigo e foi além “Por isso que uma das maravilhas que o canal FX oferece é a total liberdade para fazermos exatamente o que queremos. Eles confiam na visão dos criadores de seus programas”.

Concluída as gravações e edições, era hora de vender o material. Eles apresentaram o episódio para seu agente (que é o mesmo dos três), que não viu dificuldades em vendê-lo. Marcou algumas reuniões, até que o canal FX comprou os direitos de exibição. O sonho de três garotos, de colocarem seu próprio seriado no ar, tinha se concretizado.

O show, no entanto, não possui um tema especifico. Acreditem, é absolutamente sobre nada. Nos extras do DVD a própria atriz do seriado confirma isso. Vemos o dia-a-dia de um grupo de amigos que comandam um bar na Filadélfia e como ponta-pé inicial, um tema diferente é abordado. Cheias de situações doentes e engraçadas. E geniais.

Como por exemplo no episódio que o Charlie (Charlie Day) revela que tem câncer e os amigos tentam fazer que uma garota transe com o rapaz antes que ele morra. Era mentira dele, claro, mas a forma que eles brincam com o assunto é sensacional. Tem também o episódio onde aparece uma imagem borrada na parede do bar bem semelhante à de Nossa Senhora da Aparecida e a gangue começa a tirar proveito da situação. E para finalizar e mais engraçado, o episódio onde eles acham que o Mac (Rob McElhenney) é um serial killer. Todo o desenvolvimento do tema é admirável.

Por ter a liberdade de um canal a cabo, o seriado extrapola com um humor politicamente incorreto que, convenhamos, não é nada ruim. É exatamente esse o sucesso do show, brincar de forma genial com assuntos controversos da nossa atualidade. A autenticidade que esses garotos transmitem nos seus roteiros é incrível. Não há nada igual a essa comédia na televisão hoje.

Tão incríveis que a quantidade de episódios vem crescendo a cada temporada. Seu primeiro ano teve sete episódios, o segundo dez e o terceiro (que termina amanhã), quinze episódios. Nos USA o show faz um sucesso moderado. É aquele caso, a crítica especializada ama, mas ninguém assiste. Tem em média 1,40 milhões de telespectadores por episódio.

É brilhante, é moderna, é hilária e tem o Danny DeVitto (á partir da segunda temporada), que nasceu para interpretar esse papel. It’s Always Sunny in Philadelphia é uma obra-prima escondida ao meio de tanta série descartável atualmente.

Anúncios

14 comentários sobre “Introduzindo It’s Always Sunny in Philadelphia

  1. Uau, muito bom seu texto. Depois desses comentários, definitivamente vou dar um jeito de assistir. Amo séries politicamente incorretas (da-lhe South Park).

    O blog de vocês é muito bom. Já acompanho a bastante tempo e é a primeira vez que comento.

    Parabéns.

  2. “Tirando a minha colega Fer Funchal, tenho certeza que ninguém aqui assiste.”

    Think again! Hehe… Eu também assisto, mas atualmente nem gosto mais tanto. A primeira temporada foi muito boa e a segunda, apesar de um pouco inferior, também foi boa, mas estou achando essa terceira temporada um desastre. As idéias estão pouco inspiradas, repetitivas e a execução parece cada vez mais desesperada. Salvo um ou outro momento, a série agora se resume a pura gritaria e isso não garante risadas, pelo menos pra mim. Se tiver uma quarta temporada, nem sei se continuarei assistindo.

  3. :(

    GodDamn it, Miguel. Justo você!!!! Tinha que cortar meu barato, heim? :D

    Já é difícil encontrar fãs de IASIP, e quando encontro um, me solta uma bomba dessas.

    Como diria o Dennis, “You are a disappointment!”

  4. Ahá!

    Mais uma que assiste se apresentando!
    Li o post da Fer dia desses, baixei um episódio, gostei, enfim… vi a primeira temporada inteira em uma sentada. Achei boa demais. Põe politicamente incorreta nisso.

    Até ia fazer um post, mas tu já falou tudo!
    Em breve assisto as outras também!

    Abraço

  5. Opa, mais um que assiste IASIP!
    Assisti ano passado no FX e adorei o piloto, só agora em outubro que descobri o resto dos episódios pra baixar.
    Só assisti a 1ª temporada mas adorei, e daqui uns dias assistirei o resto..
    Abraços

  6. Ebaaaa! E eu pensando que fãs de IASIP estavam em falta…

    Gi, já vamos começar a fazer campanha para It’s Always Sunny in Philadelphia no Jerry 2008! :P

  7. Eu to assistindo graças as más influencias de um tal de Eric e não vou mentir que no começo não achei la essas coisas, mas qnd o Danny DeVitto entra na segunda temporada melhora bastante!! Vou guardar os episodios que faltam pra qnd chegar a maré baixa de séries daq um tempo por causa da greve.

  8. Ahhhhhhhhhhhhhh alguem sabe aonde consigo baixar a 3º série?

    Simplesmente abandonaram?

    Realmente essa série é uma das poucas que se salva.

    GodDamn it =D

    hahahaha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s