Dexter – 2×10: There’s Something About Harry

dexter-poster-novo.jpg

Nesta temporada, um fator que me fez dar ainda mais crédito para a série, foi ver como a narrativa pode ser levada para caminhos diferentes quando menos imaginamos. Uma das grandes revelações desse ano dois foi a de que Harry não só conhecia a mãe biológica de Dexter como teve um caso com ela, e agora com a ajuda dos fabulosos flashbacks descobrimos que existe alguma coisa misteriosa sobre a aparente morte natural de Harry.

Spoilers Abaixo:

De volta a cabana maldita, Doakes e Dexter estão tendo uma conversa sincera como nunca tiveram antes e por mais que o sargento use todas suas técnicas psicológicas e de persuasão, Dexter se mostra sempre estar um passo a frente. Ele pode até ter deixado seu lado curioso ter aflorado em excesso determinado momento, mas no geral Dex sempre esteve no controle. Me pareceu até que Doakes chegou a ficar extasiado com o sangue frio que Dexter demonstrou ao fatiar uma de suas vítimas ali mesmo a poucos centímetros da jaula dele. Que ele sempre subestimou Dexter todos nós já sabíamos, mas parece que só agora ele teve uma noção da magnitude do seu inimigo.

Eu já tinha comentado antes que esse relacionamento entre Deb e Lundy seria só mais uma desilusão amorosa para a lista dela e por enquanto esse relacionamento já mostrou que possui uma data de validade. Mas quem sabe Lundy não resolve dar um tempo na carreira e resolve ficar um tempinho em Miami.

Gostei muito de ver todo o trabalho que os roteiristas tiveram desde o começo da temporada em deixar Dexter um personagem mais humano e ter essa humanização explorado pela sua consciência em finalmente lembrar que existem pessoas que dependem dele. Caso um dia ele venha a responder pelos crimes do Bay Habor Butcher, Deb, Rita e as crianças vão sofrer como nunca. Ao mesmo tempo em que esse pensamento coloca um peso maior nos ombros de Dexter, serve também como motivação para colocar a regra número um de Harry acima de tudo. Não ser pego.

A vingança da bruxa inglesa aos poucos vai tomando forma. Batista pode até ter conseguindo o que queria de Lila, mas não sei se a dor de cabeça que está por vir vai ter valido a noitada. O “boa noite Cinderela” no organismo dela e os vestígios de pele que vão encontrar embaixo das unhas de Lila vão ser boas provas para forjar um estupro. Incriminar o melhor amigo de Dexter não vai ser uma escolha muito saudável para Lila e eu ainda acho que a vingança dela envolve alguma coisa contra Rita também. Eu acredito que Lila vai morrer no último episódio. Não necessariamente pelas mãos de Dexter, mas quem sabe em alguma situação de autodefesa que envolva Rita, Deb ou Batista. Existem pessoas e motivos suficientes para Lila não passar dessa temporada.

Alguém mais chegou a pensar que o capitão Matthews mentiu para Dexter sobre a morte de Harry? Sim, existe alguma coisa misteriosa na morte dele, mas pelo fato de Doakes não confirmar o que Matthews falou com o que ele descobriu, me fez pensar que ainda teremos alguma boa surpresa sobre a morte de Harry. Assassinato talvez? Encontrar o assassino do pai adotivo seria bom assunto para ser explorado na terceira temporada.

14 comentários sobre “Dexter – 2×10: There’s Something About Harry

  1. Michel, na conversa inicial que Dexter teve com o capitão Mathews eu também cheguei a pensar que a morte de Harry tenha ocorrido em funçao de um segredo e/ou queima de arquivo. Cheguei até a pensar que Harry tinha matado o tal carinha que escaparia da justiça, e que isso acabou consumindo-o até sua morte, mas ao ver que quem matou o sujeito foi Dexter mesmo, resolvi aceitar a explicação, e acredito que Harry tenha se matado aos poucos dominado pela angústia de ver no que ajudou a transformar seu filho adotivo. Contudo, como nada é definitivo, podemos ter alguma surpresa nesse sentido ainda.

    Abraço!

    Davi Garcia

  2. Michel, uma coisa que eu tenho adorado em suas ultimas analises é que você está levando mais em consideracao a “lógica”, os clichês e as possibilidades de roteiro. Por exemplo: Lila vai morrer (provavelmente apenas no ultimo episodio) e o relacionamento de Deb e Lundy é datado, principalmente por uma lógica de roteiro, acima de qualquer outra coisa. :-)

  3. cara
    primero seu blog ta mto loko
    mto massaa

    brow…onde vc baxa esses episódios antes??
    vc já axo legendado??
    pq to tentando axa e nao consigo!!
    flws

    megaserie.blogspot.com
    depois vai laa….

  4. ainda não vi este último episódio mas andei lendo comentários no site oficial da série. Incrível ver que fãs americanos de Dexter estão chocados com ele e alguns decepcionados por ver o “monstro” aparecendo por trás do justiceiro. Parece que alguns estavam construindo uma aura de heroismo em torno do personagem.
    Só que uma característica que destaca a série é justamente a crueza ao mostrar um vilão-mocinho, um monstro-herói, multifacetado, complexo.
    As reviravoltas da série, a imprevisibilidade, a tornam especial e o que há de melhor hoje em termos de dramaturgia televisiva.
    Dexter não é mocinho de romance, é um serial killer, um assassino que segue um código para o qual foi doutrinado porque teve de se apegar a ele pra sobreviver e dar sentido a sua vida.
    Não adianta ficarem tentando vê-lo com lentes cor-de-rosa. E seria demerecer a riqueza desse magnífico personagem reduzí-lo a algum estereótipo.
    Falando em imprevisibilidade, como irá terminar esse impasse entre Doakes e Dexter, 2 faces de uma mesma moeda, um reflexo do outro, tão semelhantes e distintos?
    Muitas hipóteses mas melhor mesmo é aguardar e curtir o suspense…

  5. Nossa Maria vc falou tudo!! Eu tb nao tenho essa visão cor de rosa de Dexter. “Dexter não é mocinho de romance, é um serial killer, um assassino que segue um código para o qual foi doutrinado porque teve de se apegar a ele pra sobreviver e dar sentido a sua vida.” Ferfeita essa frase!

  6. Eu simplesmente NAO ENTENDO alguns fãs estarem “chocados” com Dexter. Como assim? O que teve de diferente do Dexter da temporada passada para essa? A maior diferença é que nessa temporada mostram cenas mais crueis das mortes que Dexter promove, alem de mostrar mais do pensamento de Dexter, so isso. Estao mostrando mais esse ano aquilo que na temporada passada ficava mais implicito. Dexter sempre matou de forma fria e extremamente cruel, será que ninguem tinha percebido isso antes, para se “chocar” apenas agora ou olha-lo por lentes cor-de-rosa?

    Pra mim nao mudou absolutamente nada. E, na minha visao, Dexter continua sendo o Heroi, ja que positivamente só mata assassinos, gente que merece mesmo morrer. Problema nenhum, a meu ver. (mas, claro, só nao vai ter problema algum com isso quem, antes de mais nada, é a favor da pena de morte para quem assassina sem motivos, e para quem vê como beneficio a eliminacao de um assassino do meio da sociedade — antes ele morrer do que mais pessoas inocentes, ou do que o Estado dispender recursos valiosos para mante-lo preso, sob risco constante de ele fugir ou voltar às ruas novamente).

  7. Michel, outro comentario: concordo plenamente com voce que a morte do pai do Henry ainda nao foi bem explicada. Eu pelo menos sou um dos que acredita que o Capitao provavelmente está mentindo. Achei a explicacao de suicidio facil demais, alem de nao fazer muito sentido (em termos cinematograficos) tanta aparicao do personagem do capitao nesse episodio, quando sabemos que Dexter é um seriado de roteiro “enxuto”, e nada acontece ali por acaso.

    Minha aposta tambem é essa: o pai de Dexter foi assassinado e fizeram parecer suicidio. Provavelmente o capitao está envolvido, talvez porque aquele assassino que o Dexter matou tinha alguma ligacao com o capitao.

  8. Pra você ver né? hahaha
    Acabei de ver o seu post. Genial como sempre também. Mas estou até agora procurando onde que nós fomos idênticos! É cada um que me aparece!

    Não tinha falado nada contigo, porque sei que você não tinha nada que ver com aquilo. Não era pra ser uma dor de cabeça para você. Eu não fico me preocupando, pelo contrário. Eu deveria era ficar quieto e deixar rolar, mas é que não resisto a falar quando me pedem assim de joelhos! hehe

    abração

  9. Gente do céu!!! Parafraseando a Deb : what a fuck? É impressionante como os episódios de Dexter são bem amarrados. Eles vão contando aquela história como quem não quer nada, aí, lá pelo final, BAM! Acontece alguma coisa inesperada. Elogios eu já não faço mais porque ficou sem graça. Definitivamente, Dexter veio prá ficar. A série certamente irá mudar o “rumo” de outras. Se não aparecer algo tão inteligente quanto ou mais, não fica. Só me resta agora roer o resto das unhas nos últimos episódios. E seja lá o que acontecer, tomara que a próxima temporada siga nesse nível.

  10. Vcs já disseram tudo, falar o que mais. Dexter é monstro assassino, mas não tem jeito, a gente gosta dele.

    Os dialogos DexterXDoakes foram ótimos, quase teatrais.

    O mais interessante dessa temporada é como as mortes cometidas por Dexter não tem mais importância central nos eps, é mais um detalhe dos bem bolados roteiros da série. É tudo mais sobre como Dexter se tornou o que é.

    Não acho q o Harry se matou, até pq ele é bem fdp, não tem remorso naquele policial. Aquela história do cafetão e da prostituta deve ter alguma relaçao mais direta e pessoal com ele.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s