O, tão falado, evento de Grey’s

Grey's Event

O melhor episódio duplo da história Um dos melhores episódios duplos de Grey’s Anatomy terminou há quase uma semana e o Série Maníacos não podia deixar isso passar em branco. Eletrizante do começo ao fim, trazendo vários coadjuvantes à posição de protagonistas, o “dual” mostrou que a série ainda tem muito gás e que a vida pessoal de médicos nunca foi tão bem explorada na tv.

Spoilers Abaixo:

A batida das ambulâncias poderia ter sido muito clichê e piegas, mas nas mãos de Shonda Rhimes o roteiro se fez emocionante e dinâmico ao mesmo tempo. A conversa entre os dois melhores amigos e a firmeza de Meredith em conseguir tirar pelo menos um deles dali, vivo, me prendeu em cada sílaba dos diálogos. A Grey mais velha está amadurecendo aos poucos, tentando se entender com seu namorado e, no final, com a sua irmã.

A presença do personagem vivido pelo ator Seth Green foi indispensável para o crescimento pessoal e profissional de Lexie, que experimento, pela primeira vez, a perda de um paciente. O fato de o garoto ter vivido um pouco mais por causa do contato da mão dela no vazamento da artéria deve ter marcado ela profundamente e, depois de tudo que ela passou nos episódios, feito a garota entender quão mais importante é o seu trabalho, em comparação a seus problemas pessoais.

Cristina Yang quase não apareceu, mas quando apareceu deu show. Quem, por um segundo, iria imaginar a mais competitiva e fria médica do hospital consolando a meia-irmã, nada querida, da melhor amiga ou dizendo como ficou magoada com a Bailey por ter sofrido de preconceito? É bom ver que todos os personagens são esféricos e surpreendentes, nos deixando completamente no escuro sobre suas reações diante do inesperado.

Karev se revelou muito mais enérgico e honesto do que eu poderia sonhar pra um cara que nunca se importou com nada nem com ninguém. Foi surpreendente vê-lo das aquele esporro pra cima da Rebecca, dizendo tudo que queria, revelando tudo que tinha pra ser revelado e entendendo que a relação dos dois tem data de validade.

Chandra Wilson continua dando aulas de interpretação, revelando que o coração de Bailey pertence à medicina e aos cuidados de pessoas que devem sua vida a ela, mesmo se um deles for nazista (de verdade). O emocionado discurso que ela deu pro seu marido, via O’Malley, foi de encher os olhos d’água. Espero que continuem explorando cada vez mais a melhor personagem da série que, em 2008, deve estar solteira novamente.

Rose está sendo introduzida aos poucos pra gente já entra cheia de defeitos, mas decidida, sincera e habilidosa. O conserto do computador não foi nada demais, mas a forma como ela chegou a esse desfecho revelou bastante da sua personalidade. O beijo que ela e o Shepard deram pode não ter significado nada ou pode ter significado tudo. Só saberemos em 2008.

Se você ainda não ouviu o nosso segundo pocast, clique aqui agora mesmo!!

Anúncios

12 comentários sobre “O, tão falado, evento de Grey’s

  1. Bom texto, parça. Uma coisa que venho falando desde a 3ª temporada é dessa personalidade forte do Alex, que eu adoro. Ele sempre foi o bitch da série. Quando ele desabafa com a Ava eu fiquei sem piscar aqui, juro! E é isso que eu gosto no personagem, sua clareza em expressar seus sentimentos. Doe a quer doer. Será um erro eles alongarem mais esse relacionamento. Já deu o que tinha que dar.

    De resto, Chandra Wilson maravilhosa, again, e Sandra Oh brilhando sempre que pode. Foi mais um episódio perfeito de Grey’s.

  2. Ótimo texto Daniel Sam. A Chandra Wilson conseguiu se superar ainda mais nesse episódio. Só achei meio forçado aquela bicoca do Derek e da Rose. Pra mim isso foi só para forçar um draminha a mais na série.
    Mas sem duvida esses dois epis do evento foram excelentes.

  3. Péssimo review.
    Melhor episódio duplo em todas as temporadas? Pfff…
    Pieguice, atuações canastrésimas, amadorismo total ( o que era aquela maquiagem tosca do Seth Green?), aquele diálogo chavão na ambulância, o lugar-comum “vou morrer mas antes faço meu discurso inflamado tirado de algum livro de auto-ajuda”. E a enfermeira com técnico em eletrônica? Pq ela não trabalha na Nasa?
    Vc só vê na série o que quer enxergar, mas não conseguiu fazer uma crítica isenta.

  4. Discordo completamente dessa opinião do cidadão acima. É certo que “Grey’s Anatomy” já teve dias melhores, mas essa temporada está ótima e esse episódio duplo foi um dos melhores – e não falo por ser grande fã da série, afinal já detonei os roteiristas na temporada passada.

  5. Um lindo texto para um otimo episódio, se foi o melhor ou não fica critério de cada um, todos os “Events” de Grey’s são de arrancar lágrimas, pra mim particulamente, o tão criticado da temporada passada me fez chorar muito mais.
    Chandra com certeza deu show, como sempre!
    Sem cometários o beijo da Rose com o Derek, achei rídiculo fora de hora, sem clima….forçado. Me pareceu mas uma obrigação de dar uma balançada na relação dele com a Meredith.
    Agora só 2008….eitaaa espera infinitaaa!!!

  6. Melhor episódio duplo da história de Grey’s?
    Antes dele tem os “It’s the End of the World” e o “As We Know It”; o season finale da segunda temporada; e inclusive o Six Days. Posso incluir também o “Walk on Water” e “Drowning on Fry Land” (excluindo o viajante “Some Kind of Miracle”). Definitivamente o melhor não foi.

    No mais, Chandra Wilson deu show sozinha. Até a Oh esteve apagada, e apenas cumpriu sua obrigação nas cenas que apareceu.
    A segunda parte foi 1000000x melhor que a primeira, e me fez gostar dos 2 episodios como um todo.

    E Seth Green foi uma participação maravilhosa, isso eu concordo. Não devia ter morrido, pq tinha muita química com a Lexie.

  7. Vou também discordar e dizer que na minha opinião este não foi de longe o melhor episódio duplo de Greys. Quem não se lembra de “It’s the End of the World” e o “As We Know It”? Episódios esses que provavelmente nunca vão ser batidos.

    Mesmo assim e apesar de eu achar que existem outros episódios melhores, colocaria este Crash Into me (2) no meu TOP 10 porque foi fantástico, “cheirou” a 2 temporada (uma coisa que eu já não sentia á muito tempo).

    O beijo Derek/Rose?…….não vi. Virei a cara!!!!

  8. É, eu também concordo com a galera. It’s the End of the World e As We Know It são insuperáveis mesmo.

    Eduardo, o mundo já está cheio de anti-Grey’s, dude. Sai dessa vida.

    Francisco, nada daquela trilogia do evento naval presta, dude, come on! haahuauhauhhua. E a homenagem da Vernoff em Six Days foi no máximo bom. Ah, você não tinha um blog de séries?

    Vânia, exatamente. Essa 4ª temporada como um todo tá lembrando a 2ª temporada. E por isso que está tão maravilhosa.

  9. hahahahaha
    Vocês são ótimos, mas ainda não conhecem minha paixão por hipérboles! hehe
    Vou editar la, pra não ficar estranho. Claro que Grey’s ja teve n episódios melhores, eu tava meio empolgado demais quando fui fazer o post! hehe

  10. Eu não sou anti-Grey’s, porém esta temporada está muito abaixo das outras. Acho que a saída do Burke e da Addison prejudicou bastante a série. Ela está oscilando entre episódios regulares e bonzinhos. O que diabos o Mark está fazendo na série? Se ele sumisse só iria sentir falta da sua beleza. Grey´s já teve dias muito, mas muito melhores do que os de hoje, infelizmente.

  11. Eric,
    tinha sim, mas acabou que não deu certo.. não tava com tempo pra postar e tal..
    Criamos (eu e o Jon) num impulso mesmo :D
    Abraços!

    Tenho uma sugestão: já que postaram o Teaser do filme de Dead Like Me, podiam colocar tbm o teaser (e que teaser!) de Sex and the City. Pra esse filme eu to contando os dias… Maio tá chegando :D

  12. Eai DanieL. td certO? Excelente textO! Só ontem eu consegui ver a 2ª parte do episódio e também achei com certeza um dos melhores episódos com evento até hojE; Bailey com certeza está melhorando cada vez mais não sei como consegue ser mais perfeira a cada episódio e pra mim é uma das melhores atrizes da série! Lexie também me surpreendeu… eu nem estava gostando muito da mocinha, mais dpois desse episódio não tem como dizer o contráriO! Já a tal Rose.. eu não gostei da personagem dela nãO. pelo menos por enquanto nãO. Mais acho legaL a historia de uma nova mulher na vida de Derek porque ele e Meredith já está muito chatO… mais o texto está otimO. Parabens!

    Séries é Aqui
    http://www.serieseaqui.blogspot.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s