TV x Economia

Que o dinheiro gerado pela TV é de grande impacto para a economia americana (em geral, na verdade), todo mundo sabe. Mas essa notícia me assustou um pouco, não apenas pelo prazo ainda ser longo, como também pelo investimento total feito pelo governo dos EUA. Além, é claro, da falta de critérios para as pessoas conseguirem parte desse investimento.

A negócio é o seguinte: Existem, nos EUA, mais de 14,3 milhões de lares que possuem tv analógica e, a partir de 18 de Fevereiro de 2009, essas pessoas vão ficar sem sinal algum. Ou seja, ou você compra um aparelho novo ou um conversor para poder continuar assistindo TV.

Mas não pense nessas pessoas, com aparelhos analógicos numa era digital, como azaradas ou coitadas. Desde ontem o governo dos EUA está distribuindo 33,5 milhões de cupons no valor de U$40,00 para ajudar as pessoas na compra do conversor (cujo custo esperado varia entre U$50,00 e U$70,00) para que elas continuem sugando tudo que passa na telinha, sem interrupção. Você não entendeu errado: O governo americano está gastando U$1,5 bilhões para as pessoas assistirem televisão.

Se você mora aí nos “states” e quiser um cupom, você pode pedir um online ou pode ligar para 1-888-DTV-2009. Não se preocupe em pedir, pois não é necessário dar nenhuma informação pra ver se você precisa de um cupom, porque, de acordo com o governo, a doação desses cupons funciona no “sistema de honra”. Quero até ver quando os problemas vão começar com esse “sistema de honra”. A idéia é ajudar as pessoas pobres a conseguirem os conversores, mas tenho certeza que vai haver alguns milhões de espertinhos de classe média-alta pegando uma boquinha também.

Será que vale a pena investir isso tudo, agora?

2 comentários sobre “TV x Economia

  1. Nao é à toa que os EUA é a grande nacao que é, eles pensam grande, pensam em termos economicos, para beneficiar direta e indiretamente milhoes de pessoas (e nao apenas alguns)… Fosse aqui no Brasil, e o pensamento medíocre reapareceria, como sempre, querendo nivelar todo mundo por baixo, naquela linha do “esse dinheiro daria para construir X casas populares, e alimentar Y familias por Z anos”. Resultado desse tipo de pensamento, quando ele vence: todo mundo igualado na pobreza…

    Um outro exemplo mais claro: a industria de petcare (comida, servicos, lojas de petshop, clinicas, remedios e utensilios em geral para animais), movimenta milhoes e dá emprego a milhares e milhares de pessoas, empregos que coloca comida na mesa de muitas familias. Mas o tal pensamento mediocre de “nivela todo mundo por baixo”, ao invés de valorizar essa industria, aparece logo com aquela cantilena de “por que ao inves de adotar um cachorro ou um gato, nao adotar uma crianca pobre?”… (mas controle de natalidade e legalizacao do aborto, que é bom, os mesmos mediocres nao falam).

    Esse tipo de pensamento nunca vai tirar o país da miséria e da mediocridade…

  2. Concordo contigo Rubens. Ontem mesmo eu estava contando pra uma amiga que o governo do Estado do Rio de Janeiro vai cobrir o ESTADO inteiro com internet sem fio. Quando vi essa notícia fiquei super feliz, desconfiada, mas feliz e fui contar pra uma amiga. Quando eu falei pra ela a reação foi: Pra que? Tanta gente passando fome…
    Dá muita raiva nessas horas…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s