House – 4×10: It’s a Wonderful Lie

house.jpg

Antes de começar a assistir esse episódio eu já tinha colocado na minha cabeça que esse não tinha como ser um episódio ruim. Afinal, mesmo quando House é ruim, é bom e depois de quase dois meses sem assistir House, eu tinha certeza que o especial de natal e a saudade da série iriam se sobrepor a qualquer ponto negativo que eu pudesse encontrar. Infelizmente eu estava errado.

Spoilers Abaixo:

Não estou dizendo que o episódio foi ruim, mas fiquei preocupado com alguns pontos que nunca me incomodaram antes. No começo eu até achei legal a idéia de uma nova equipe para dar uma revigorada na série. Sem dúvida ainda é muito cedo para ter uma opinião formada sobre o novo trio (Treze, Kutner e Taub), mas agora que finalmente vimos eles em ação e se fizermos uma comparação das primeiras vezes que o trio antigo (Chase, Cameron e Foreman) apareceu trabalhando com House, não tenho a mínima dúvida que o trio antigo possuía carisma e química melhor que o novo trio. Outro problema (pelo menos para mim) é o espaço que os personagens que já ganharam um cantinho no nosso coração (como Cuddy e Cameron) vão ter que ceder para os novatos. Como disse antes, ainda é cedo para julgar, mas já estou preocupado.

A própria trama me pareceu mais fraca essa semana. Eu tinha certeza que House tinha colocado o nome dele em todos os bilhetinhos do amigo secreto e de que na hora que a paciente não deixou a filha fazer o teste de medula que a menina era adotada. O brilhantismo do texto de House sempre foi um dos grandes atrativos da série e duas situações obviais como essas em um único episódio é algo que não me lembro de ter reparado antes. “Todo mundo mente”. Sim, já estamos assistindo House há quatro anos, não precisamos de mais episódios para enfatizar isso.

Se a química do novo trio com House não é tão boa, Foreman e Taub extraindo a confissão de um dos casos da paciente de que ele deu ecstasy para ela, foi muito bom. Aliás, Taub e Treze até que me agradam só o Kutner que por enquanto está meio difícil de engolir.

A paciente da clínica foi muito boa. Ela deixou House achar que ela era uma prostituta sendo que na verdade o contato dela com o burro era em uma peça do nascimento de Jesus e não da forma mais sacana que House achou. Foi muito engraçado quando ela voltou pela segunda vez, “Por um lado você devia estar na cama, por outro eu falei para você descansar. Da pra entender seu dilema”.

Para compensar no próximo domingo dia 3 de fevereiro tem mais um episódio inédito logo depois do Super Bowl e no dia 5 tem o último episódio gravado. Estou torcendo muito para a minha simpatia no novo trio crescer e que as epifanias de House ocorram em outros momentos e não só quando ele está conversando com Wilson.

16 comentários sobre “House – 4×10: It’s a Wonderful Lie

  1. Não é todo dia que vejo alguém criticar negativamente House, o que me deixou temerária em relação a este episódio e ao restante da temporada: será que a série começará a cair de qualidade? O nome dos atores que compõem o novo trio já aparecem na abertura como elenco fixo? Também me preocupa a química entre eles, pelo que vi nos últimos episódios… possa ser que ao longo da temporada, a interação dos mesmos evolua.

  2. Naum.. tb ainda naum consegui me simpatizar muito com esses novatos.. eu gostei deles.. mas acho q tá faltando algo.. acho q se a Amber tivesse ficado na equipe iria acrescentar algo diferente.. bem melhor do q esses três.. concordo q naum precisamos mas de eps falando q todo mundo mente.. desde o 1º ep de house nós já sabemos disso.. fico preocupada com house.. q chega na 4ª temp numa situação crítica.. onde as séries tendem a ficar monótonas.. espero q o David Shore consiga reverter isso até o final dessa temp.. senão a próxima ficará comprometida.

  3. Bom…

    Como fã de carteira da série eu sou meio suspeito para falar, porém acredito que um pouco da falta de brilho do episódio possa ser justicado com o fato de que os roteristas ultimamente estão focados na greve que ocorre.

    Quando se está preocupado com o futura da sua carreira o nível de criatividade tende a ficar mais baixo também, streess é um fator positivo para a criatidade em um numero pequeno de pessoas.

    Sobre os novos personagens, acredito que eles levem um tempo para entender o desenrolar da trama, criar o que posso chamar de liberdade com o papel, isso fica claro ao observar a Jeniffer Morrison no incio da primeira temporada e como ela progrediu no final da terceira, é espantoso a liberdade que ela ganha com a personagem.

    E de novo voltamos, muito da personagem é devido aos roteiristas que escrevem suas falas – e por isso colocou o “voltamos”- estão pressionados com a greve.

    Carlos Lemes
    http://leitorcritico.wordpress.com/

  4. Li uma notícia do guide_md (site que consta sinopses dos episódios, diálogos, das de exibição, etc) e lá David Shore disse que, com a iminente greve nos roteiristas (isto foi antes da greve), eles tiveram que adiar alguns episódios programados, inclusive um previsto para ser em duas partes. baseando-se nisto, as observações feitas pelo Carlos Lemes são lógicas e nos fazem esperar por episódios de ótima qualidade, como sempre foram os de House

  5. Bom,vc falou tudo.
    13 e Taub estão indo bem mas aquele Kutner ta dificil de engolir. Ele ainda está pastando muito pela série afora, nao gostei.

    Cuddy aparecendo super pouco tbm foi um ponto que eu achei negativo, assim como Cameron.

    Agora é torcer pra maldição da greve acabar e termos mais alguns capitulos alem dos 12 gravados. E que sejam melhores que este…

  6. Calma gentee! Como consta no Tv Guide, alem de vir o evento da temp. por ai, House já avisou nesste ep. pra Cuddy que tem que contratrar mais 40 para pressionar o trio novamente…

    Vem alguma coisa muito louca por ai, House sem duvida está no topo de uma das maiores séries atualmente, claro esse episódio foi meio ruim, mais como disse o Michel, Como House sempre é o Otimo o Ruim É sempre Bom!!

    Galera, acompanho as séries juntamente com os EUA, e são quase 70 séries diferentes devidamentes mandadas pelo meu amigão Paul Torrent durante o ano… Em muitas apareceram um Iphone, como em Chuck, NCIS, CSI.NY, Dirty Sexy Money, 30Rock, Nip/Tuck, Psych, Californication, eu vi uma lista com +- todas as séries que já apareceram, ou foram mencionados os brinquedinhos de Steve Jobs!! House zuando a Apple foi muitoo bomm.. lembrondo que a gorata do epi. tinha um Macbook! Lembar como o tel. de Naomi em lost lembrava um Iphone? Só falta a Apple fazer marketing de guerrilha e colocar um Iphone “de verdade” em Lost, outro em SONA, derem um pro Monk, derem outro pra Dra. Grey, e um pro Earl!!!

  7. Carina, isso é um ponto que me deixou pensativo também. Nao aparece o nome de niguém do novo trio e até a imagem final da abertura ainda mostra o trio antigo seguindo House.
    TvFiles e Chris, concordo 100% com vcs que a Cutthroat Bitch seria um personagem muito mais legal de se ter no elenco fixo.

  8. Michel, essa frase não está fazendo o menor sentido… “Foreman e Taub extraindo a confissão de um dos casos da paciente de que ele deu ecstasy para ela, foi muito bom.” O que isso significa, afinal? Talvez esteja faltando alguma palavra, alguma vírgula, alguma coisa aí, porque o texto aparentemente nao faz o menor sentido…

    [ ] Rubens

  9. Olha Rubens, só teve um caso no episódio ralacionado com ecstasy, não sei o que eu posso mudar no texto pra te ajudar a entender melhor. Tenta assistir de novo, sei la…qualquer coisa é só dar um grito!!
    Abraço

  10. Realmente o episódio não foi OHHH, mas tb não fui ruim, a quimica realmente não foi tão boa, mas ñ foi das piores, aos poucos a equipe vai se integrando e melhorando
    só senti realmente falta da Cuddy, a Cameron evoluiu mto, mas se ela continuasse aparecendo seria apenas ‘mais do mesmo’
    o Chase pode ser perfeitamente substituido, apesar de eu sentir falta dele as vezes…e o Foreman que era o mais peculiar continua na série…então não vejo pq o drama…
    agora o que me preocupa são as ideias, uma hora a fonte seca, por mais que House possa durar 50 temporadas uma hora as doenças bizarras, os casos incomuns e as soluções magicas começam a ficar obvias…nesse momento a série vai ter que dar adeus, House ainda ñ demonstra nenhum sinal de q esse momento se aproxima, mas esse episódio existiram mtos erros como se isso estivesse acontecendo…ams prefiro acredtiar que foi apenas um erro

  11. E’ que eu não assisti ainda, ainda mais agora que estou baixando o primeiro episodio de Lost… :-) Mas valeu… Lendo novamente, acho que a frase deve ser “Foreman e Taub extraindo a confissão de um dos casos da paciente para a qual ele [ele quem? Foreman ou Taub?] deu ecstasy.”

  12. Naum gostei do kutner, prefiro a bitch, seria bem melhor que ele.
    13 e a Taumb tem bem mais quimica que eles…
    Se a greve acabar logo o House talvez feche uma temporada com 16 episodios e depois volte mais cedo meio do ano mesmo, e naum do 4 bimestre.
    Mas infelizmente naum acho que essa temporada vah fechar 24
    O jeito facil de acabar com tudo seria a 13 tendo huntington, o Taub voltando a fazer cirurgias plasticas cosmeticas e naum de reconstrucao, e o kutner… sei la a cuddy vai ter prazer de jogar ele pra fora,afinal um dos motivos pelo House ter contratado ele e eh causar dor de cabeca pra cuddy.
    Aquela parte da arvore de natal com todos conversando (Foreman, Cameron, Chase, 13, Taub e kutner) me deixou com vontade de ver um caso muito, muito dificil, que os ex-assistentes tenham que ajudaar o House como antes e assim trabalhar ele, os novos e o anteriores. Seria muito bom…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s