American Idol – 7×05: Omaha

omaha1.jpg

Por Lucas Carvalho

E aí, galera? Vocês estão escolhendo seus favoritos? Imaginando que música cai bem na voz desse ou daquele competidor? Fugindo de tudo que é spoiler na Internet sobre essa temporada? Eu não sei quanto a vocês, mas eu me enquadro em todas essas categorias.

O programa desta terça-feira foi o de Omaha, Nebraska – o pior episódio da 7ª Temporada até agora, seguido de perto pelo de Philadelphia. Vamos aos gatos pingados que “meio que” se sobressaíram:

Spoilers Abaixo:

Chris Bernheisel: 24 anos, muita energia… Eu acho pouco provável que ele vá receber as estrelas no red carpet da final do Idol, mas quem sabe? Ele deve ter sido a pessoa mais animada por não ter passado pra etapa de Hollywood em todas as temporadas (E será que não já ficou claro que cantar músicas de Idols é suicídio? Não… Aí ele vai e canta “Since You’ve Been Gone”. Claro).

Jason Rich: Gostei da voz do Jason, mas cá entre nós… É original? Nunca vimos antes? Não parece um pouquinho com o Daughtry, sem a rasgada característica quando canta? Pois é. Fora a tensão, acho que ele canta bem… Mas será um bem tremendamente inovador e fantástico? Eu digo que não. A meu ver, o Jason roda fácil em Hollywood.

Rachael Wicker: Outra cantora country com uma voz meio Reba, meio Martina McBride, meio LeAnn Rimes ou Lee Ann Womack… Com o suave yodeling no final do verso… É original? Não é. No entanto, eu até que achei ela legal. Mas eu ainda não consigo vê-la como vencedora… Por mim, ela também roda em Hollywood.

Sarah Whitaker: Am… Vamos continuar.

Samantha Sidley: Muito bem. Há aqueles que irão dizer que eu sou contra cantoras de um modo geral – não é verdade. E também dirão que eu sou daqueles que militam contra a suavidade em detrimento da gritaria em programas como o American Idol. Também não é verdade! O que eu tenho a dizer sobre a Samantha é que… Eu não vejo como ela poderá se sustentar na competição. Eu penso muito na Leslie Hunt quando eu a vejo e revejo cantar no vídeo (Mas eu achava a Leslie bem simpática, diga-se de passagem). A não ser que mude radicalmente, na próxima etapa ela vai embora.

Elizabeth Erkert: Ela e os próximos dois candidatos foram mostrados muito brevemente no episódio. Ela me lembra muito a McPhee, mas eu duvido que ela tenha a mesma sorte (Sim, sorte) de chegar ao segundo lugar. Ela tem uma boa voz, parece ser divertida, mas não acredito que vá longe não (Eu só consigo pensar nela como uma daquelas pessoas brutalmente eliminadas naquele esquema da fila, no palco lá de Hollywood. Lembram? Aquela coisa do “front row, your journey ends here“).

Denise Jackson: Lembram da Paris Bennett? É, eu também refresquei a memória com essa performance. A Denise só fica na competição se a produção do programa conversar com os jurados dizendo que acham necessário haver um representante da ala soul negra no rol dos eleitos pro Top 24. Honestamente, ela canta – mas não é nada de novo.

Michael Sanfilippo: Esse cara me lembra demais do Wolowitz de The Big Bang Theory. Mas muito mesmo. Eu o achei “interessante-ish”. Canta bem, mas a não ser que escolha com uma super maestria as músicas que vai cantar no programa, vai se dar mal. Pra esse, no entanto, eu não quero dar veredicto – vamos ver o que acontece.

Angelica Puente: Não gostei muito da Angelica não. Quer dizer, a história é alguma coisa de comovente, mas a escolha da música e a voz… Não, nada muito bom. Ela chega a ser menos impressionante até que a Niki Evans da última temporada do X Factor.

David Cook: Deu pra sacar que o American Idol não é aberto a todo naipe de roqueiro, não deu? É, com essa pequena porção do programa dedicada a eles, realmente deu. O David canta bem, provavelmente já faz isso há algum tempo e pode surpreender dentro da competição – aquele cabelo, por si só, já evoca uma sensação meio Montana Martin Iles do Canadian Idol, o que agrada o público indie (Ou pelo menos tenta). Vamos ver o que acontece com ele dentro da competição.

Johnny Escamilla: Pronto. O Johnny combina coisas dos dois universos. Por um lado, ele é bem esquisito e meio carente de senso do ridículo. Por outro, ele tem voz! Ele canta! O cara tem voz e, se você é tão mergulhado na cultura americana quanto eu, sabe que existem cantores com aquele mesmo timbre. O que falta ao Johnny é escolher a música certa (Que obviamente não é “Shout!”). Pena que ele bobeou.

Leo Marlowe: Nada de especial nesse cara. Canta, mas não melhor que o Elliott. Mas ele tem potencial pra ir longe – ou vocês pensam que os produtores não vão botar um gel no cabelo dele, vesti-lo com um terno e deixar que ele cresça no programa? Talvez eu esteja sendo duro com ele… Mas não consigo ver nele o vencedor dessa temporada.

Pois bem, pessoal. Outra vez o American Idol recorreu ao patético grupo de rejects cantando partes de uma música qualquer. Ficou bem tosco mesmo. E se as ratings obedecessem tal e qual ao quão desapontador foi o programa, o American Idol ia sofrer um bocado.

E é isso aí! Próxima parada, Miami! Até amanhã, galera. ;)

P.S: É importante dizer que o American Idol constantemente preenche as vagas remanescentes do Top 24 com pessoas que asseguram ratings, em detrimento de gente que saiba cantar. Então, algumas das pessoas que vocês leram nos comentários que rodariam em Hollywood. Podem ter sido deixadas na competição por esse motivo. Só avisando, claro.

Anúncios

Um comentário sobre “American Idol – 7×05: Omaha

  1. Coitada, a Paula estava mamadinha nesse episódio! Bebinha da silva. huauhauha. Aquele soluço no meio do episódio foi tosco! kkkkkk E a safada deu sim pra gótica!! LOL

    E a garota retardada falando na escada rolante:’Não vejo a hora de ir pra Hollywood e provar pro Simon que eu posso ser a próxima American’s Next Top Model’… Hã? Como assim? uhauuhauhauhauhauhauh

    Eu gostei dos dois metidos a roqueiros – Jason Rich e David Cook. Mas concordo contigo, não acredito que sobrevivam em Hollywood.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s