House – 4×11: Frozen

house.jpg

Nesse último domingo (03/2) teve o episódio especial de House com a participação de Mira Sorvino como a paciente do episódio. Foi um bom episódio e com a ajuda de um lead-in monstro como Super Bowl, acredito que os números da audiência vão ser uns dos mais altos da história do programa.

Spoilers Abaixo:

Os problemas de House começam logo cedo, quando ele descobre que cortaram a tv a cabo do quarto do paciente em coma. Como ele vai fazer pra assistir a novela médica? Reaver a tv a cabo seria sua prioridade do dia se ele não tivesse uma paciente no Pólo Sul sofrendo de fortes dores. Nada como um diagnóstico a distância para saciar a fome de desafios de House.

Cate, é o nome tal paciente, que no começo irrita House por se recusar a seguir os tratamentos sugeridos, mas aos poucos ela vai aquecendo o coração gelado do nosso médico ranzinza favorito. E realmente se ela fosse usar os remédios para pedra no rim, câncer e doença auto-imune, não restaria nada para os outros doentes do Pólo Sul. House às vezes esquece que não é todo mundo que possui recursos ilimitados como ele.

O novo trio de ajudantes só está caindo no meu conceito. Eles tiveram que receber instruções de como “jogar” com House de tão mal que estavam indo. Não me lembro de Chase, Cameron e Foreman terem recebido essa ajudinha extra de ninguém. E mais uma vez, aquilo que eu temia e tinha falado no comentário passado está acontecendo. Para o novo trio ganhar espaço, os personagens veteranos estão sendo muito sacrificados. Cuddy que mal tinha aparecido semana passada, não deve ter durado mais de 1min na frente da câmera se juntarmos as duas míseras cenas que ela participou e só o pouco que Cameron apareceu já deu para lembrar como ela é muito melhor que qualquer personagem do novo trio.

Uma coisa legal foi as duas piadas que somente os verdadeiros fãs entenderam (as chamadas inside jokes). A primeira foi fácil de pegar, mas a outra eu só fui entender depois de ler em um outro blog americano. Primeiro quando House estava discutindo com Cameron sobre a sua necessidade de ter televisão a cabo e ela diz que ele teria que se contentar apenas com os canais abertos. “Ficarei bem nas terças-feiras”. Para quem ainda está boiando, nos estados unidos à série House passa do canal FOX (que é um canal aberto) e o dia que a série passa por lá é as terças-feiras. Precisa desenhar? A outra é quando Cate está para fazer uma biópsia nela mesmo e Wilson fica surpreso de ver House chamando a paciente pelo nome, coisa ele raramente faz. “Só estou tentando fazer as coisas andarem mais rápido, Bob”. Robert Sean Leonard é o verdadeiro nome do ator que interpreta Wilson, ou seja, Bob é o apelido dele na vida real,

Gostei muito de ver House com coração partido (não que essa tenha sido a primeira vez). Essa humanização do personagem é muito boa para lembrarmos que House não é um robô sem coração.

Bons momentos do episódio:

-O mecânico provando a urina de Cate (arg)

-House tirando uma casquinha virtual de Cate durante o exame físico com direito a escurinho, lareira e trilha sonora romântica.

-Ambas as cenas da biópsia e a da furadeira no crânio de Cate foram bem feitas e angustiantes.

-Wilson fugindo correndo do hospital para House não segui-lo até o restaurante em que ele iria encontrar a namorada secreta.

-House bagunçando o pronto socorro de Cameron.amber-and-wilson.jpg

E o grand finale ficou por conta da revelação da namorada secreta de Wilson. Amber (Cutthroat Bitch para os íntimos) está de volta.

Logicamente que ainda é muito cedo para tirar conclusões, mas não pude deixar de pensar que esse namorico com Wilson, talvez seja só mais um dos planos dela para chegar de alguma forma em House. Jogar sujo é algo que já vimos que ela não pensa duas vezes em fazer para chegar aos seus objetivos. Só resta descobrirmos se trabalhar para House, ainda é um objetivo de Amber.

Fiquei muito feliz em ver que uma personagem tão boa como a Cutthroat Bitch vai ter mais participações. E o melhor de tudo é que não vamos precisa esperar muito para ver isso. Amanhã (05/02) já tem mais um episódio de House.

Anúncios

16 comentários sobre “House – 4×11: Frozen

  1. Muitos não gostam mas, para mim, nos novos personagens da série, de longe a Amber é a melhor: sempre rendeu situações intrigantes, engraçadas e de nos fazer dizer ” que filha da p***!” Adorei a volta dela. Só fico com pena do Wilson, caso ela o esteja usando para entrar no hospital e/ou na equipe de House… eu o adoro!E o interessante é ele namorar uma pessoa tão parecida com o amigo (pelo menos, em minha modesta observação da personagem).
    A propósito… quando o Anderson irá voltar a fazer as rewiews de House no teleséries?
    Parabéns pela sua rewiew Michel :)

  2. Eu tbm adoro os novos personagens, e pra mim esta temporada é uma das melhores da série.

    Esse episódio foi muito bom, ainda mais porque não era pra ser o especial após o Super Bowl…

  3. Michel, não irei comentar porque ainda não vi o episódio. Mas adoro que tenha feito tão rápido o review.

    Carina, essa semana deve sair o próximo meu de lá. To super atrasado e espero recuperar o tempo perdido. E sabendo que tem alguém esperando por eles me motiva mais a escrevê-los. Muito obrigado.

  4. Muito obrigado pelo elogio Carina eu tb sou muito fã da Cutthroat Bitch!! Espero que ela apareça bastante no restante da temporada!!
    Viu só a ligereza Vidoni?? kkkk
    Etiene, Cameron não foi despedida, foi só uma tática da Cuddy de tentar deixar House com peso na conciência!!

    Abraços

  5. Gostei do episodeo…..
    nao gostei da critica aqui..esse lance com os novos trios eh por questoes de costume…fazer comparação eh meio……desnecessario….

  6. Michel e Anderson, não precisa agradecer.. sou fã de vcs :)
    Em relação ao novo trio: mudanças sempre são polêmicas, ainda mais se partimos para a comparação. Mas creio que ainda veremos mais mudanças até o final da temporada.
    Achei a audiência muito boa, considerando a greve (já que teve um grande hiato só com reprises) e também por este não ser o episódio originalmente pensado para passar depois do superbowl; David SHore disse que seria um especial de 02 partes mas, infelizmente, não foi possível por causa da greve (mas espero que o mesmo aconteça).

  7. Eu concordo com a Carina..
    pra mim a melhor é a CTB.. ainda continuo dizendo q ela traria algo diferente, algo novo pra série, espero q ela participe mais, quero ver o q vai dar esse namoro com o Wilson.

    Etiene a cuddy naum demitiu a cameron.. foi só uma jogada entre elas pro house ver q tem coisas mais importantes q uma tv a cabo, e é claro q o house naum caiu nessa, ele conhece muito bem a cuddy e sabe quando ela tá mentindo.

    Eu gostei do episódio, mas acho q a greve atrapalhou muito, pq eles já tinham programado outra coisa para esse dia, vamos esperar como vai ser o número da audiência.

  8. Achei bem, bem legal o episódio…

    Sobre as “inside jokes”, eu fiquei meio confuso sobre a primeira… Porque eu saquei que House passa nas terças-feiras, mas eu lembrei de quando o Letterman falava de American Idol e dizia que passava na “Cable TV”, no meio da fala dele (Ou seja, não era piada). A do “Bob” eu realmente nem me toquei – sabia que o nome do ator era Robert Sean Leonard, mas não me apercebi de que realmente tinha alguma conexão com algo concreto.

    Gostei da volta da Amber… E o episódio foi legal… De modo geral. =)

  9. Aquele início de temporada com a competição, achei bem chatinho. Aliás, eu achei uma saída fraquinha pro nível do House. E não me enganei. Agora que terminou, considero esses episódios bárbaros.
    Gostei da solução que deram prá ter as 2 equipes juntas.

    Amei este último episódio, o da psiquiatra. Foi legal ver o House se interessar por uma mulher. Essa pedra eu já cantei várias vezes. Pena que a doutora durou um só episódio, pois era uma mulher bem diferenciada.

    Eu achei que a Amber voltaria, pois o ep. da saída dela ficou meio em aberto. A surpresa foi ela estar namorando o Wilson. E como ela é cobra criada, certamente vai jogar com os sentimentos dele. Nossa, o House vai ter assunto à beça …

  10. ah não concordo mto não Michel, até acho que os personagens veteranos pouco apareceram (salvo Wilson e Foreman) mas desssa vez não pelos pupulos que MAL apareceram TB!e sim pela Kate a personagem da Mira Sorvino que apareceu MTO em tela com aqueles diagnosticos a distancia e ela fazendo os procedimentos nela mesma o que sobrou pouco tempo pros outros fazerem algo…
    por falar nisso talvez esse tenha sido o principal motivo da audiencia não ter sido tão alta, esse episódio foi pouco convencional…talvez mtos tenham largado de começo ou na metade, pq foi um episódio mais de dialogos e mais inteligente que os últimos de House e talvez não tenha agradado o público que estava acostumado apenas com o lado fanfarrão de House (coisa que até tivemos nesse episódio na parte da tv a cabo, mas foi em segundo plano total)

    as duas inside jokes eu peguei mas fiquei com aquele ‘sorriso’ nenhuma foi de gargalhar hehehe
    no mais gostei MTO do episódio…a cena inicial foi FODA como sempre, só me canso de uma coisa, alguém ainda CAI na cena inicial quando mostra alguém se dando mal???todo mundo sabe que aquela pessoa é só o ‘despiste’ 99% das vezes quem vai se fuder é outro que vai aparecer do nada…isso já cansou um pouco, no começo surpreendia, agora após 4 temporadas podiam mudar a formula!

    ahhh e a volta da Amber foi a cereja do bolo…

  11. Bom,

    Apesar de fã eu não tenho o costume de pegar episódios pela Internet…algo como a rotina de quinta-feira às 23:00 me agrada.

    Porém gostei do review, muito bem elaborado, vou esperar para ver esse episódio.
    Sobre os inside jokes, eu tenho que ver os episódios mais de uma vez para compreende-las, porém isso coloca um gosto a mais na série, pois coloca a questão que não é só assistir e acompanhar para achar engraçado, mas desafia a inteligência de quem está assistindo. Isso é um atrativo muito grande.

    Acredito que a série tem muito o que render ainda, mesmo porque temos 4 personagens novos, a serem completamente aproveitados pela equipe do programa, da mesma forma que fizeram com o trio inicial, espero o mesmo trabalho produtivo agora com o novo trio, mais a “futura ex” do Wilson.

    Carlos Lemes
    http://leitorcritico.wordpress.com/

  12. Vai entender… O que mais adorei nesse episódio foi o lance dos exames serem à distância, com a doutora realizando os procedimentos nela mesma, por ser tipo teleconferência, e com as piadinhas tipo strip-tease on line. A fórmula do House já está bem consagrada ( e batida, até!), então qualquer mudança deve ser pensada. Se nesse episódio diferente tem gente que não gostou, imagina se eles mudam o resto das coisas…

  13. Esse episódio não me agradou muito por vários fatores que já foram ditos, tanto no review quantos nos comentários.

    Mas ter a CTB de volta sendo a “futura ex Sra. Wilson” foi por demais engraçado, e ótimo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s