O Ponto em Comum

medium.jpg

Segunda semana da coluna mais sem motivos para existir da internet, e dessa vez resolvi comparar duas séries que, ao contrário das da semana passada, são simplesmente encantadoras.

Comparar Medium com Pushing Daisies obviamente não é tão complicado quanto comparar One Tree Hill com The Sopranos, mas muitas coisas podem ser notadas nas duas analisando-as mais a fundo.

“Der, o Ponto em comum é a morte” dirá o leitor mais impaciente logo de cara, mas isso é apenas o pano de fundo presente nas duas, já que ambas utlizam essa característica fúnebre de diferentes formas para narrarem suas histórias.

Medium é usualmente rotulada com uma série sobrenatural, mas 10 entre 10 fãs do programa diriam numa boa que o que veêm é um drama familiar de uma moça que tem o dom de ver (e prever) espíritos e sua relação com filhos e marido, e as dificuldades que permeiam a interação entre diferentes pessoas para se construir algo chamado família.

 Já em Pushing Daisies, Ned também um dom, mas ao invés de ver os espíritos, ele os traz de volta à vida, e sua dificuldade em se relacionar com a Chuck, aqui pelo fato de não poder tocá-la, é apenas mais um modo de se demonstrar as dificuldades das relações humanas, só que de modo implícito.

Certo, podem até qustionar: Mas que série hoje em dia não fala das diferentes relações humanas, seja em Grey’s ou em Brothers and Sisters?

É verdade, mas o ponto em comum, que as unem e diferenciam das demais séries é partir da premissa da morte para utilizá-la a favor de uma história, que no fim das contas tem como principal intuito mostrar um outro modo de se observar a vida, seja pelo realismo de Medium ou pelo surrealismo de Pushing,  um modo que demosntra como um pouco de morte pode realçar a vida.

Ah, e Feliz Páscoa =]

6 comentários sobre “O Ponto em Comum

  1. gostei da idéia da coluna,
    é interessante e ousada, uma idéia única entre os sites de seriados.

    a única sugestao q eu faço é q vc explore melhor os seus argumentos, citando episódios, ou analisando os persongens ou buscando histórias comuns.

    por exemplo, o último parágrafo em si já daria um ótimo texto. só precisava explorá-lo.

    mas de qq forma, ótima coluna, mal posso esperar pela próxima!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s