Audiência EUA – 01/05/2008 Quinta-Feira

O ‘quintal da NBC’ (Cavalca ®) está enfraquecido. The Office, a maior audiência do bloco, está em queda. 30 Rock e Scrubs mudaram de horário, mas a audiência continuou a mesma. E My Name is Earl vem fazendo uma temporada irregular em todos os sentidos.

Programas mais vistos do dia

  1. CSI (8×15) – CBS (21h) – 17,78 milhões
  2. Grey’s Anatomy (4×13) – ABC (21h) – 15,11 milhões
  3. Without a Trace (6×16) – CBS (22h) – 12,85 milhões
  4. Survivor: Micronesia – CBS (20h) – 12,53 milhões
  5. Lost (4×10) – ABC (22h) – 11,14 milhões
  6. Are You Smarter Than a 5th Grader? – FOX (20h) – 8,32 milhões
  7. Ugly Betty (2×15) – ABC (20h) – 7,93 milhões
  8. ER (16×17) – NBC (22h) – 7,74 milhões
  9. The Office (4×12) – NBC (21h) – 7,67 milhões
  10. Don’t Forget the Lyrics – FOX (21h) – 7,28 milhões
  11. My Name is Earl (3×19) – NBC (20h) – 6,77 milhões
  12. Scrubs (7×10) – NBC (20h30) – 5,91 milhões
  13. 30 Rock (2×14) – NBC (21h30) – 5,41 milhões
  14. Smallville (7×18 ) – CW (20h) – 3,64 milhões
  15. Supernatural (3×14) – CW (21h) – 2,53 milhões

Alerta vermelho! As nobres quintas-feiras, detentoras das maiores audiências da semana, está em apuros. Vejamos: CSI (17,78 milhões), que vem conseguindo se manter o primeiro lugar nas quintas-feiras durante toda a temporada, teve uma queda de 7% em relação ao mesmo período do ano passado no total geral e menos 11% na faixa 18-49 anos. É a pior temporada da série em números desde a primeira temporada, ou seja, em sete anos.

Mas não, ela não está só. Grey’s Anatomy (15,11 milhões) também não é a mesma e aqui o caso é muito mais grave. O drama teve uma queda de 29% no total geral e outros preciosos 35% na faixa 18-49 anos. Gente, é muita coisa! Não sei se a série conseguirá se recuperar tão facilmente. Estes 15,11 milhões foi a pior audiência da série desde meados da primeira temporada.

As coisas também não estão nada boas para Ugly Betty (7,93 milhões). A novelinha teve queda de 30% no total geral e 35% na faixa 18-49 anos, comparado com o mesmo período do ano passado. Lembrando que Betty era vice-líder absoluta no horário em seu ano de estréia (ficando atrás apenas de Survivor: Cook Islands). Segundo os fofoqueiros de plantão, os produtores já buscam algumas participações especiais para dar um up na audiência (dentre elas Lindsay Lohan). Daqui uns dias o estoque de celebritys drunk whores acabam e eles terão que repetir convidados…

Coluna editada em parceria com o site TeleSéries, a partir de número fornecidos pelo instituto Nielsen

Anúncios

22 comentários sobre “Audiência EUA – 01/05/2008 Quinta-Feira

  1. Nossa, que horror está ficando a quinta-feira.. espero que isso mude, principalmente em relação a Grey’s Anatomy, que precisa se recuperar rapidamente…

  2. Acredito que os executivos dos canais não esperam uma melhora para esta temporada “destruída” pela greve…
    eles devem mesmo é pegar pesado em marketing e divulgação da nova temporada, em setembro…

    todas as séries tem sofrido quedas, principalmente se compararmos com antes da greve… Grey’s fazia 17-18 milhoes tranquilo, agora fez 15-16
    CSI fazia 19-20, agora faz 17-18…
    Desperate Housewives e Brothers and Sisters no domingo tbm seguem esse mesmo padrão…

    pode nao ser uma queda esperada, mas nao acredito que seja surpresa pros canais…

    o negócio agora é a temporada 2008/2009. E que venha Private Practice! :) a participação da Addison em Grey’s essa semana foi a melhor coisa da temporada, e serviu, na historia da série, pra dar fim a algumas historias, e criar outras (Izzie deixando de reclamar; Bailey admitindo que tá com problemas; Callie e Hahn; Derek e Meredith…)

  3. Nossa amei Grey’s Anatomy dessa semana!

    A quarta temporada mesmo com diversas mudanças conseguiu manter o alto padrão da série.

    E como já disseram aqui nos comentários a participação de Addison foi muitíssimo boa e foi muito importante para o desenvolvimento da história.
    PS: Quero ser amigo da Izzie *__*

  4. não sei se só eu axu issu, mas Grey’s perdeu o brilho depois da segunda temporada, a criatividade se perdeu na terceira temporada e quase não existe nessa quarta…episódio legal de quinta feira..principalmente porque já q Private Practice não voltou..deu pra matar a saudade da Addison, mas Grey’s Anatomy precisa voltar aos velhos tempos.logo…

  5. Lara, eu penso um pouco diferente de vc, acho que o problema de Grey’s não foi perder o brilho e, sim, o excesso de brilho que a série ganhou após a segunda temporada.

    Deixa eu me explicar: uma série que começou bem discreta, no fall season, com apenas 9 episódios, sem presunção nenhuma e acabou ganhando um público fiel e chamando a atenção da crítica na segunda temporada, e se viu no topo quando sua audiência subia cada vez mais, com episódio pós Super Bowl alcançando inacreditáveis 37 milhões de telespectadores, acabou se ofuscando pelos flashes, pelo excesso de brilho, e aí começou sua decadência. O que mais fazer? Aonde iremos chegar?

    Mas isso não acoteceu apenas com Grey’s Anatomy, vejamos o exemplo de Desperate Housewives que também apostou nos excessos e colheu uma amarga queda em sua audiência a partir da segunda temporada.

    Agora, eu acho que as coisas vão se encaixar, tanto para uma série, quanto para outra, pois a tendência é procurar o euqilíbrio e é isso que estamos vendo: uma temporada que mistura bons episódios e episódios bem fraquinhos, como se estivessem procurando a fórmula para uma temporada sólida e equilibrada (como foi a segunda de Grey’s e a primeira de Desperate Housewives).

    Só espero que a fórmula seja descoberta e que tenhamos uma ótima 5ª temporada no final do ano.

  6. Mantovanid,
    eu concordo com você também quando você diz que algumas series foram caindo pela super exposição, mas eu aproveitei esse hiato dos seriados pra rever Grey’s e é fato que a qualidade dos episódios caiu muito, a originalidade e a criatividade que a série tinha, principalmente na segunda temporada, caiu. Lógico que a série não pode ser a mesma, mas é preciso evoluir…e os grandes erros de Grey’s na terceira temporada e início da quarta tem afetado a série agora.
    eu falo isso com tristeza, porque amo essa série incondicionalmente e também espero que ” a fórmula seja descoberta e que tenhamos uma ótima 5ª temporada no final do ano.”

  7. Lara, fiz exatamente o mesmo que você e revi Grey’s desde o começo, pelo Sony, e é triste afirmar o quanto da genialidade e até mesmo emoção a série perdeu desde o segundo ano.

    Espero para ver se a série algum dia conseguirá me emocionar tanto quanto na época em que tinhamos Denny Duqette, por exemplo.

  8. O erros da terceira temporada eu conheço, mas nao entendo quais sao os erros da quarta temporada… quais seriam?
    a temporada começou otima, se manteve boa, tivemos episódios espetaculares como o 4 (que a Callie descobre de George e Izzie), o Forever Young, Crash Into Me part 2 e agora o Piece of my Heart…quais sao os erros da quarta temporada?

  9. Bom,os erros são: ausência de Addison, ausência de Burke (a Hahn se tornou um pé no saco), ausência de criatividade (não basta pegar casos médicos surpreendentes, se não houver uma boa história por trás deles), o caso George e Izzie que foi engraçado até certo ponto, depois começou a ficar tão enjoativo que, felizmente perceberam, e a relação acabou, além da relação mais-do-que-enjoativa, que se arrasta desde a primeira temporada entre Meredith e Shepperd….

    Tudo bem que tivemos bons episódios, mas não espetaculares como costumavam ser os da segunda temporada e Crash Into me é bom, mas está longe de ser espetacular… (matar um personagem legal como o de Seth Green tb foi um erro!!),

    Parece que até as músicas, que são um dos grandes trunfos da série, também não estão boas nesta temporada – que é boa, mas longe de ser ótima e regular (lógico, na minha opinião)!!

  10. Exatamente, Lucas.
    O saída de Burke foi um erro; a da Addison não. Ela havia se tornado uma personagem sem história na série. Sua presença ali não tinha motivo; o mesmo acontece com Sloan. O que ele faz ali?

    A relação Meredith e Derek é assim pois eles são os protagonistas… não existem protagonistas que não têm problemas. É preciso disso para que a série exista.

    George e Izzie foi um erro da terceira temporada. A quarta existiu para reparar esse erro. Foram necessários 8 episódios para que a história terminasse porque existia algo mais ali, era uma caso complicado, não podia acabar de repente. E olha que se com 8 episódios terminou abruptamente, imagine se acabasse no início da temporada.

    Seth Green foi um ator contratado para participação especial. Sua história foi curta e pronto. Não havia motivos para extendê-la. Morreu, acabou. Parte pra outra.

    A Hahn realmente é um pé no saco. Mas, infelizmente, sem existe um personagem assim, mal escrito. Espero que agora as coisas comecem a mudar.

    A série perdeu sim parte da essência da segunda temporada. Mas depois dos erros horrorosos da igualmente horrorosa segunda metade da temporada passada, Shonda tem feito um bom trabalho ao tentar repará-los, e tem nos dado história dignas de Grey’s, como a visita de mama Burke; Cristina sem o Burke; Callie descontando sua raiva num paciente; Bailey toda caidinha pela paixão do High School; o acidente da ambulància, que serviu como pano de fundo para um episódio mais denso (afinal, nós não queremos bombas e acidentes com balsas todas as temporadas né?); Rose e Derek; Mer e psicóloga, e agora a volta da Addison, no melhor episódio da temporada, e um dos melhores da série. Como eu disse antes, Addison deu uma liga na série, sendo um divisor de águas na história, dando fim a coisas já antigas e criando novas plots para os personagens…

    Enfim, escrevi bastante :D Mas é isso que penso :D

  11. Acho que não me expressei muito bem, Francisco, quando disse os erros da quarta temporada. Na verdade eu quis dizer que os erros da terceira afetaram a quarta temporada, embora essa quarta temporada não seja o que Grey’s Anatomy pode render. Particularmente, achei muito forçado a entrada da Lexie na trama, achei muito piegas a meia irmã que tirou o pai da Mer, e não sei mais o que…e no início elas brigam e depois viram amigas…mas….o que é esse detalhe diante de episódios como Crash Into me, Part 1 e Part 2, não é mesmo? E o que ninguém comentou aqui, é a história Cristina e Hann! eu não consigo entender…serio mesmo…não vejo graça e nem fundamento…

  12. Lucas, é lógico que é subjetivo, pois é meu comentário, não pretendo fazer algo frio e distanciado, afinal estou falando de uma série que eu gosto e sou fã e que, infelizmente, vê tendo altos e baixos. Qt a fatos, podemos ver que não estou sozinho qd digo que a temporada não está espetacular, além do mais, uma queda brusca na audiência só pode refletir que as pessoas estão cansadas do que estão vendo (e olha que está queda veio antes da greve dos roteiritas, então não podemos utilizá-la como desculpa).

    Bom, Francisco, continuo achando que Addison sair foi um erro, e quanto a não ter história, vc está equivocado, pois sua personagem é tão carismática que ganhou até outra série, ou seja, se dá pra escrever uma série com a sua personagem, dá muito bem pra escrever uma história com ela dentro de Grey’s. Tanto é a sua falta que acabaram trazendo-a de volta para uma participação e como vc próprio disse: “a volta da Addison, no melhor episódio da temporada, e um dos melhores da série. Como eu disse antes, Addison deu uma liga na série”. Quer dizer, ela faz falta, logo, foi um erro ela ter saído!!

    “A relação Meredith e Derek é assim pois eles são os protagonistas… não existem protagonistas que não têm problemas”

    Bom, eu acho que td bem, são protagonistas, mas essa lenga-lenga dos dois já encheu depois da terceira temporada (a história é tão ruim, que sempre os coadjuvantes chamam mais atenção do que eles – rezo para que Meredith amadureça, como ocorreu neste último episódio e resolva a situação do Derek de uma vez por todas – querem ter problemas, tudo bem, mas resolvam se vão ficar juntos ou não).

    “Seth Green foi um ator contratado para participação especial. Sua história foi curta e pronto. Não havia motivos para extendê-la. Morreu, acabou. Parte pra outra.”

    Não é tão simples assim, Seth Green fez um personagem super legal e poderia até ter continuado na trama, achei desnecessária sua morte. Foi uma participação especial, mas que poderia ter dado tão certo quanto a Addison, que também era pra ser só uma participação especial.

    “afinal, nós não queremos bombas e acidentes com balsas todas as temporadas né?”

    Lógico que não, nós queremos boas histórias e Crash Into me foi uma boa história, mas nunca chegará ao pés de Damage Case da segunda temporada e olha que nem precisou haver uma batida entre duas ambulâncias pra história ser densa.

    Lembrando só que não acho a 4ª temporada ruim, só acho que ela está um pouco sem rumo e, como eu disse, Shonda deve estar buscando o equilíbrio, depois de surgir do nada, nos dar uma 2ª temporada maravilhosa e ir da terra aos céus e depois cair de novo, na 3ª temporada.

  13. Concordo com muito do que o Mantovanid disse, tirando a parte da morte do Seth Green. Eu acho que foi bom ele morrer, deu uma ceninha bonita p/ Lexie, sem contar que não haveria nenhum sentido ele continuar.

    E o evento dessa temporada, apesar de ser um bom episodio, revelou seu pior problema. O episodio da segunda temporada Into you like a train teve muito mais cara de evento e mais emoção do que esse, e não precisou mostrar o trem descarrilhando nem nada do tipo para isso.

  14. Entendi o ponto de vista de vocês, e realmente os erros da terceira temporada tiveram repercussões na quarta, mas pelo que tenho visto, Shonda e cia têm capacidade e estão tentando reparar esses erros.
    Portanto, acho que a quarta temporada veio mostrar que Grey’s ainda tem fôlego para mais temporadas.

    Sobre a queda de audiência, ela tem ocorrido com a grande maioria das séries americanas. O grande termômetro é American Idol. Um show que fazia 32 milhões por episódio fazer 22 é algo asustador, e isso mostrar que os telespectadores norte-americanos estão passando por algum tipo de mudança.
    Além da queda de AI, tivemos queda de Desperate Housewives, Brothers & Sisters, Heroes, Ugly Betty, House (posso estar enganado, não tenho certeza) e Lost.

    Enfim, essa queda de audiencia não é algo que me preocupa no momento. A greve fudeu tudo. No entanto, se em setembro, depois de uma esperada e pesada divulgação da nova temporada, a audiencia se manter nesse patamar ou cair, aí sim a coisa é preocupante.
    O jeito é esperar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s