Série Maníacos na Folha de São Paulo

Em uma matéria publicada na última terça-feira (21/05) na Folha, a jornalista Daniela Arrais citou parte de uma entrevista que ela fez com alguns blogueiros sobre essa nova realidade onde os seriados estão invadindo os micros e sumindo, pouco a pouco, dos canais a cabo brasileiros.

A matéria está muito bacana e vale dar uma conferida.

Fãs se articulam para ver séries de TV no computador

DANIELA ARRAIS
da Folha de S.Paulo

Sexta-feira é um dia longo para os fãs do seriado “Lost”. Isso porque eles passam a noite de quinta esperando a exibição, nos Estados Unidos, do episódio mais recente da trama.

Assim que termina mais uma aventura de Jack, Kate e sua turma, fãs do seriado se desdobram para colocar o arquivo na internet –principalmente por meio de programas de torrent, que centralizam e direcionam as informações de milhares de microcomputadores.

Com base na cooperação, usuários se articulam em sites para fazer downloads e uploads de suas séries preferidas; outros ficam responsáveis pelas legendas –no Legendas.TV, por exemplo, apenas uma versão das legendas de “Lost” chega a mais de 50 mil downloads.

Em sites como o www.mininova.org são disponibilizados os arquivos. Em três dias, o torrent mais popular com um episódio da série pode ultrapassar os 300 mil downloads.

“A velocidade de informação é impressionante. O que vai ao ar hoje nos EUA, amanhã já está no meu computador com legenda em português do Brasil com qualidade que nenhuma emissora da TV paga tem”, diz Daniel Barcelos, que mantém o blog Série Maníacos.

Para Ale Rocha, editor do Poltrona TV, o crescimento da audiência de séries de TV na internet se deve a uma deficiência dos canais pagos no Brasil. “Eles demoram muito para lançar uma série. Há casos de séries que já chegaram ao país em DVD, mas não foram exibidas ainda pela televisão”, afirma.

Outro problema que afasta o telespectador da TV são as legendas. “Tem muito erro de português, erro de sincronização. As legendas feitas por fãs são mais caprichadas.”

O aumento no número de domicílios com acesso à conexão banda larga também é apontado como fator que contribui para a prática. “Hoje, com velocidade de 2 Mbps, você consegue baixar um episódio em 40 minutos”, diz Rocha.

Para a estudante Gisele Ramos, que escreve no Blog na TV, o principal motivo se deve à facilidade de assistir ao que quiser, quando quiser. “Posso montar minha programação. Como eu trabalho, estudo, tenho filhos e outros compromissos, não consigo me adaptar a um horário fixo para assistir aos meus programas favoritos.”

Irreversível

O interesse dos fãs pelos seriados é positivo, na opinião de Paulo Barata, diretor do Universal Channel –o canal pago exibe séries de sucesso, como “Heroes” e “House”. “É muito bom que a gente lide com um produto que gera esse tipo de fidelidade, que esteja associado a um conteúdo pelo qual as pessoas façam esse esforço”, diz.

O canal mantém quatro blogs. “As mídias se complementam. O fato de as pessoas verem na internet antes ajuda na divulgação. Parte do esforço promocional acontece nesse momento do boca-a-boca digital.”

Anúncios

6 comentários sobre “Série Maníacos na Folha de São Paulo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s