Pushing Daisies – 1×04: Pigeon

** Texto publicado originalmente dia 04 de novembro de 2007 **

Pushing Daisies é a série que está no topo do meu ranking da temporada. O que posso dizer é que foram apenas do nível dos demais, ou seja, o nível continua altíssimo e continuamos com nossa dose semanal de doçura e desse maravilhoso mundo mágico.

Continuar lendo Pushing Daisies – 1×04: Pigeon

Pushing Daisies – 1×02: Dummy

** Texto publicado originalmente no dia 14 de outubro de 2007

Pushing 1×02

Após um brilhante piloto que encantou todo o mundo (tirando os que não gostaram), teriam Brian Fuller e Barry Sonnenfeld cometido apenas um acidente e tudo o que vimos não passaria de uma exceção? Essas e outras perguntas podem ser respondidas ao vermos o segundo episódio da temporada, onde constatamos que não foi um acaso tudo aquilo e que se não for cancelada, teremos em mãos a possível melhor série da temporada.

Continuar lendo Pushing Daisies – 1×02: Dummy

Pushing Daisies – 1×01: Pie-Lette

* Texto publicado originalmente no dia 10 de outubro de 2007

Pushing Daisies

Acreditam em amor a primeira vista? Acho que foi quase isso que ocorreu entre a série e eu. Fiquei sabendo dela e já gostei, vi o primeiro trailer e tudo aumentou. Porém após o segundo e mais completo promo, a empolgação que me envolveu foi enorme e fiquei contando os dias para poder ver o piloto dela.

Continuar lendo Pushing Daisies – 1×01: Pie-Lette

O Ponto em Comum

medium.jpg

Segunda semana da coluna mais sem motivos para existir da internet, e dessa vez resolvi comparar duas séries que, ao contrário das da semana passada, são simplesmente encantadoras.

Comparar Medium com Pushing Daisies obviamente não é tão complicado quanto comparar One Tree Hill com The Sopranos, mas muitas coisas podem ser notadas nas duas analisando-as mais a fundo.

Continuar lendo O Ponto em Comum

Pushing Daisies – 1×07: Smell of Success

É com um pouco de atraso que trago meus comentários sobre o 7º episódio dessa série maravilhos, mas como diz o ditado: antes tarde do que nunca. Pushing Daisies, em suas investigações, nunca traz algo que a gente não poderia imaginar, mas a forma como tudo é construído, o cuidado com os aspectos técnicos da produção como a maquiagem e o carisma e o entrosamento dos atores faz de cada episódio algo único, especial e bonito de se ver. E não foi diferente nesse episódio.

Spoilers abaixo: Continuar lendo Pushing Daisies – 1×07: Smell of Success

Pushing Daisies ganha a temporada completa

230px-pushing_daisies_logo.jpg

Seguindo a dica do leitor Miguel, fui ao site do The Hollywood Reporter e confirmei a melhor noticia do ano até agora, que espero que seja superada pela da renovação para a segunda temporada. Pushing Daisies ganhou a temporada completa e terá 22 episódios exibidos bonitinhos como manda o figurino. Aclamada pela crítica e com sólidos índices de audiência, conseguindo a liderança em seu horário na faixa dos adultos, ela se junta a Private Practice e é a segunda série da ABC a conseguir tal feito.

Agora já temos as seguintes séries estreantes com a primeira temporada completa confirmada: Gossip Girl, Private Pratice, The Big Bang Theory e Pushing Daisies.

Novos Pilotos – Parte 01

Pushing Daisies – Nota: 10

Bryan Fuller, o mesmo criador da elogiada Dead Like Me (que está na minha lista para ser vista), está de volta e nos apresenta sua nova criação. Pushing Daisies conta à história de Ned, um homem que tem a incrível habilidade de trazer as pessoas (mortas) a vida com apenas um toque. Estranho? Nada disso! Esse plot meio fantasioso é o que dá brilho a nova série de Fuller. Em nenhum momento ela se perde perante a sua premissa. Pelo contrário, a execução da idéia é impecável. O roteiro é muito bem escrito e cercado de situações cômicas, fazendo você se apaixonar cada vez mais pelo que vê. O elenco também não fica para trás (em especial a adorável Anna Friel, que está maravilhosa). Os atores estão muito entrosados aumentando ainda mais o nível do piloto. É imperdível.

 

Cavemen – Nota: 0

Acho que fazia tempo que eu não via uma série cômica tão mal escrita. O que seria seu grande trunfo (homens das “cavernas”), acabou sendo contado de forma boba e preconceituosa. Os roteiristas forçam ao máximo as piadas e nos proporciona tudo (de ruim), menos o principal que é a comédia. Elenco é ruim e ninguém chama a atenção. Logo nos primeiros minutos já fica clara a má qualidade da série. Foi torturante acompanhar os 22 minutos do episódio. Ninguém merece ver isso.

Californication – Nota: 9

Eu nunca assisti Arquivo X então não sabia o que esperar de David Duchovny. Em uma entrevista, ele disse que a série seria facilmente chamada de “Sex Files” ou “Triple X Files”. Realmente, com a liberdade por ser um canal a cabo o piloto abusou de várias cenas de sexo. Mas nada disso tornou a série menos interessante. Duchovny faz um escritor, com aquele estereotipo de apenas um trabalho de sucesso, em crise. Sua vida pessoal também é uma bagunça. Separado da esposa, vemos diversas tentativas de uma reconciliação (que aposto que acontecerá em algum momento da série). O roteiro é muito bem escrito e a direção ágil, são os atrativos da série. Além dos fãns matarem a saudade de David Duchovny, que está ótimo no papel. Recomendo a todos.