The Office – 4×11 e 4×12

Comentário duplo para tirar o atraso

Spoilers Abaixo:

Night Out

As cenas iniciais que passam antes da abertura são sempre curtas e brilhantes. Essa em especial foi absurdamente divertida. Pra variar Michael deixou a infantilidade tomar conta do seu comportamento e se meteu em baixo do carro de Stanley só porque viu algo brilhante e queria descobrir o que era. Ele encontrou um pedaço de papel alumínio e acabou com chiclete no cabelo. Não sei da onde eles tiraram que passar pasta de amendoim no cabelo iria ajudar a remover o chiclete, mas foi ótimo ver Dwight massageando o cabelo do patrão amado totalmente coberto por pasta de amendoim.

A sutileza do roteiro de The Office é tão impressionante que sem dúvida, muitas pessoas terminaram de ver o episódio sem terem entendido que Ryan está viciado em cocaína. Aliás, Ryan que era para ser o garoto prodígio só fez besteira nesse episódio. A maior cagada dele tem a ver com o site da Dunder Mifflin que aparentemente não foi bem construído e acabou sendo invadido por hackers e agora os funcionários vão ter que trabalhar no sábado para atualizar os dados do site e dar crédito de suas vendas pessoais para o site.

Michael e Dwight na balada em Nova York foi impagável. Michael ainda está desesperado atrás de mulher e Dwight com seu jeitão estranho acabou faturando um mulherão sem muito esforço. Outra atitude infantil que foi engraçado de ver foi quando Dwight estava na maior pegação com sua amazona e Michael resolve tirar uma foto com seu celular e mandar para o resto do povo do escritório.

Ryan não foi o único que fez cagada nesse episódio. Jim e Pam trabalharam muito bem juntos para deixar o povo do escritório todos presos no estacionamento. Destaque para a bolada que Pam deu na cara de Meredith e Toby correndo de tanta vergonha por ter colocado a mão no joelho de Pam.

Gostei muito desse episódio porque foi cheio de pequenos momentos muito engraçados; Dwight pegando no pé do amigo de Ryan dizendo que ele parecia um hobbit (pior que parecia muito), Andy e Angela serem votados como o novo casal favorito da turma do escritório, Dwight falando para a mulher na fila da balada tomar cuidado para não pisar no amigo do Ryan…Teve muita coisa boa.

No final Michael diz que não tinha como ele se sentir solitário tendo seus amigos por perto. Será que ele vai dar um tempo na sua busca por uma nova namorada? Acho que não.

Did I Stutter?

Logo ali em cima eu fiz questão de ressaltar as cenas iniciais e mais uma vez tivemos uma das mais engraçadas até agora. Uma pessoa normal vê cimento fresco e nem liga, uma pessoa mais empolgada (ou uma criança) não perde a chance para escrever seu nome no cimento, mas Michael Scott vê cimento fresco e vê a chance de ser “imortalizado” com algo original como enfiar o rosto no cimento para que no futuro ele tenha algo para mostrar a seus filhos. Chorei de rir.

É impressionante como quase todo mundo no escritório é apaixonando por Pam. Creed falou que queria vê-la de topless, Kevin ficou excitado com os óculos de vovó e Toby adorou a bronca que Jin levou de Ryan por ficar de papo furado com a secretária. Isso sem contar que ela já foi noiva de Roy que trabalhava no galpão e até Ryan já chamou ela pra sair na temporada passada. Vai ser popular assim lá em Scranton.

Stanley que sempre foi um personagem secundário apagadinho, teve seus 15 min de fama ao ser insubordinado e levantar a voz com Michael. Fico me imaginando trabalhando com um chefe com diarréia cerebral como Michael e acho que existem algumas poucas maneiras de não enlouquecer com tanta burrice: A) Você pode tentar se divertir com o cérebro menos privilegiando do patrão como Jim e Darryl fazem. “Ei, porque você não coloca o rosto no cimento fresco?” ou “No mundo das gangues existe algo que chamamos de dedinho fofos onde um faz cócegas no outro”, B) Você pode idolatrar o chefe como Dwight faz ou C) Tentar ignorar tanta maluquice e rezar para o dia passar mais rápido como a maioria faz.

Mas no fim das contas não tem como culpar Stanley por explodir de raiva. Mais cedo ou mais tarde, alguém tinha que fazê-lo.

Dwight usando seu método de persuasão a base de insistência em Andy para comprar o carro dele por uma pechincha foi muito legal. Pena que mais tarde essa mesma técnica não funcionou para Michael ceder o controle do escritório para ele. Seria muito engraçado ver como Dwight iria resolver a insubordinação de Stanley caso fosse chefe.

Mais uma vez Jin brincou com o pedido de casamento no meio da reunião e cada vez mais fico me perguntando se esse casamento vai ser legal para a dinâmica da série. Acima de tudo, Jin e Pam são melhores amigos e tenho medo da relação deles ficar muito séria por causa desse possível casamento.

O que mais me chamou a atenção nesse episódio foi à preocupação que os produtores tem em manter o formato de documentário que série se propõe. Na cena em que Michael pede para que todos saiam do escritório para que ele possa falar em particular com Stanley, dois cinegrafistas entraram escondidinhos no escritório para filmar tudo. Achei muito inteligente esse esquema.

Acho que no final das contas Stanley resolveu relaxar e apoiar as idéias malucas de Michael. Isso tudo sem nunca tirar os olhos das palavras cruzadas.

Anúncios

3 comentários sobre “The Office – 4×11 e 4×12

  1. O “Night Out” é um pouco melhor do que o “Did I Stutter?”, mas ainda assim são episódios fracos na minha opinião. “The Office” é uma série brilhante e essa temporada tem me decepcionado bastante. Mas o 4×13 foi muito bom…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s